banner_autismo_logo

No dia mundial de Conscientização do Autismo, Ministério da Saúde lança diretriz para tratamento no SUS.

       O Autismo é um transtorno do desenvolvimento que se manifesta antes dos 3 anos de idade, em que a criança vai ter alteração nas interações sociais, na comunicação e no comportamento, o qual se torna focalizado e repetitivo.

Autismo_01      Existem diversos níveis de autismo, que se manifesta em formas mais leves, como a Síndrome de Asperger, ou mais graves, quando o paciente tem grande dificuldade em se relacionar, podendo até desenvolver comportamentos agressivos e retardo mental.
      Não há um tratamento padrão para os casos de autismo, mas sabe-se que o ideal é o acompanhamento por um equipe multidisciplinar, que realize um atendimento personalizado para cada caso. Além do diagnóstico precoce, fundamental para que essas crianças possam ser inseridas mais facilmente no meio social.
     Porém, não havia ,até então, uma política de atendimento para esses pacientes no SUS, que conseguiam atendimento apensas em serviços de saúde mental ou em Organizações Não Governamentais (ONG’s).

   Autismo-infantil2   A boa notícia é que, hoje, no Dia Mundial de Conscientização do Autismo, o Ministério da Saúde lançou diretrizes para tratamento de autismo pelo Sistema Único de Saúde, o que já era esperado há muito tempo.
      A Diretriz de Atenção à Reabilitação da Pessoa com Transtornos do Espectro do Autismo (TEA) apresenta indicadores do desenvolvimento infantil e orientações para realização do diagnóstico precoce. Esse documento estará disponível para os profissionais em todas as unidades de saúde do país. Segundo representante do Ministério, o próximo passo é a elaboração de uma material dedicado aos familiares.

      De acordo com o documento, os casos mais leves serão tratados em Centros Especializados  e Reabilitação (CER) existentes no SUS. Atualmente, são 22 CER em construção, 23 em habilitação e 11 instituições conveniadas para atuar como um CER. Os pacientes com formas mais graves serão encaminhados para centros específicos habilitados pelo Ministério em todo o país.


Caso você queira saber mais sobre esse assunto, acesse:
Associação Brasileira de Autismo (ABRA): http://www.autismo.org.br/
Site com informações sobre Autismo: http://www.autismo.com.br
Aproveite sua visita ao nosso blog e comente seu atendimento médico em www.impaciente.org