992

Cuidando das crianças

Criar os filhos é um dos maiores prazeres da vida, e também uma das maiores complicações. Criança não é uma criatura fácil. Uma hora são uma doçura, outra hora, umas travessas. Uma hora, obedecem, outra, fazem tudo ao contrário. Às vezes, dizem o que pensam “na lata”, outras vezes, têm muita dificuldade em se expressar. Até as mães e os pais, que mais entendem dos próprios filhos, se sentem confusos de vez em quando, com tanta energia dentro de gente tão pequena.
 
A infância é uma fase especial da vida, na qual todas as potencialidades do ser humano estão em pleno desenvolvimento. Por isso mesmo, ela precisa ser especialmente cuidada, cercada de afeto, carinho e zelo. A alimentação nessa fase da vida passa por diversas mudanças. Como pode um ser tão delicado se desenvolver tanto à base de leite?

O leite materno é poderoso, e deve ser mantido com exclusividade até o 6º mês de vida. Depois, vão se introduzindo os outros alimentos aos poucos. Tudo com o cuidado necessário para nutrir a criança, sem provocar alergias e diarreias.

O sono também é fundamental. Crianças dormem naturalmente mais do que os adultos, e isso é fundamental para o desenvolvimento saudável das capacidades de raciocínio e movimento. Durante o sono, o cérebro funciona em plena atividade, organizando os pensamentos, produzindo sonhos e consolidando a memória do que foi aprendido. E quanto aprendizado acontece nessa fase! A brincadeira, a curiosidade, a descoberta e as amizades são os pilares para que a criança desenvolva suas capacidades de relação social, pensamento abstrato, pensamento concreto e afetividade.

shutterstock_19977838

O apoio da família é fundamental para um desenvolvimento saudável. A criança precisa de referências de adultos em quem se espelhar. Não importa a composição da família, importa sua estabilidade emocional, e sua capacidade em fornecer condições plenas para que a criança permaneça saudável. Quando por algum motivo, ela apresentar algum problema de saúde, é bom saber a quem recorrer.
O pediatra e o médico de família são os principais médicos responsáveis pelo cuidado da criança. Eles podem fazer aconselhamento nutricional, educacional, da higiene e dos hábitos, e também identificam, previnem e tratam doenças, podendo encaminhar para outros especialistas. Os nutricionistas, psicólogos, professores de educação física, fisioterapeutas e outros profissionais também são de muito auxílio na saúde da criança.
 
Seu filho já precisou de utilizar um serviço de saúde? Como foi o atendimento? Se quiser opinar, acesse http://impaciente.org/!