Desafio3

Cenário desafio

  O cenário da saúde no Brasil, atualmente, proporciona diversos desafios a quem se dispõe a ingressar nele. Pontos cruciais, como o acesso aos serviços de saúde, humanização no atendimento e criação de linhas de cuidado são apenas alguns exemplos de situações que convidam todos os profissionais a se empenharem na luta diária para melhorar tal cenário.

Por diversas vezes, aquele que sai da faculdade é “engolido” por esse mercado de trabalho, tendo muito pouco tempo para se adaptar. A verdade é que ninguém é , realmente, preparado para entrar nessa luta diária. Além disso, a própria dinâmica desse mesmo cenário é bastante improvável, exigindo do recém formado uma alta capacidade de adaptação.

Por outro lado, o SUS oferece uma diversidade enorme de características que podem fazer o profissional se apaixonar ou querer abandoná-lo. Há quem se encante com a causa e lute até o final. Ao mesmo tempo, há quem se assuste e procure outros campos para atuar. Há diversos pontos de entrave, sejam eles burocráticos ou funcionais, estruturais ou pessoais mesmo. A batalha é diária e requer bastante esforço.

Assim, o papel do centro universitário é fundamental. Mostrar, discutir e inserir o profissional, enquanto aluno, gradativamente nesse mercado de trabalho e cenário de saúde do pais é passo fundamental para que a adaptação ocorra de maneira menos traumática. Destaca-se o papel do professor e a parceria que pode ser feita com quem já está nesse cenário, atuando e ensinando.

O esforço deve ser conjunto e permanente. As parcerias devem ser constantes, independente de forcas políticas. Há que se entender que o bem comum está acima de qualquer disputa. A saúde da comunidade deve ser prioridade. Dessa maneira, o cenário será mais aprazível e menos assustador.