31 De Maio: Dia Mundial Sem Tabaco

O Dia Mundial sem Tabaco foi criado em 1987 pela Organização Mundial da Saúde e é comemorado no dia 31 de maio.  No Brasil, a campanha é coordenada pelo INCA.

Em geral, os gastos com produtos do tabaco representam mais de 10% das despesas domésticas totais de famílias com menor renda – o que significa menos dinheiro para alimentação, educação e cuidados com a saúde.

Um estudo sobre impacto econômico do tabagismo no sistema brasileiro de saúde revelou que em 2011 foram gastos R$ 23 bilhões com o tratamento de algumas das mais de 50 doenças relacionadas ao tabaco. diamundialsemtabaco2017O cigarro é responsável por cerca de 25% dos infartos agudos do miocárdio, 90% das mortes por câncer de pulmão, 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), 25% dos óbitos por derrame cerebral, além das úlceras do estômago e da impotência sexual masculina.

Uma pesquisa da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo apontou que 95% dos cidadãos têm total consciência de que fumar é um fator de risco para complicações cardíacas. A alta taxa de fumantes, portanto, é um reflexo da dependência e dos fatores comportamentais relacionados a ela.

A nicotina, um dos principais componentes do cigarro, tem o papel de estabelecer a dependência, alterando o estado físico (dependência física), o estado emocional (dependência psicológica) e o comportamento (situações associadas ao cigarro).

Há, ainda, o impacto ambiental, já que aproximadamente 10 bilhões de cigarros são descartados no meio ambiente todos os dias. As pontas de cigarro representam de 30% a 40% dos resíduos coletados na limpeza urbana. O uso de lenha para aquecer as estufas que secam as folhas de tabaco, que serão utilizadas na fabricação de cigarros, leva ao desmatamento e ao desequilíbrio da biodiversidade.