Untitled

O que fazer antes de engravidar?

Atualmente, existem inúmeros métodos contraceptivos, o que permite a mulher escolher a melhor fase da vida para engravidar. Com essa facilidade, além de decidir o momento ideal para ter um filho, o casal pode também se preparar para a gestação. Assim, essa semana, o blog do imPaciente conta quais são os cuidados que um casal precisa ter antes de engravidar.

Ao decidir ter um bebê, é importante procurar um médico, pois tanto a mulher quanto o homem precisam avaliar como anda a sua saúde. Para isso, devem realizar exames de sangue e urina, por exemplo. O homem também pode realizar um espermograma, exame que avalia a qualidade do sêmem humano e vai dar informações sobre os espermatozóides que o homem está produzindo e diagnosticar problemas relacionados à infertilidade.


Como é a mulher quem vai gerar a criança, ela deve passar por exames mais detalhados. É preciso fazer uma avaliação clínica geral para detectar alguma doença que possa prejudicar a gravidez, como problemas cardíacos, renais, hepáticos. Além disso, o exame ginecológico deve ser completo, com o exame de papa nicolau, que identifica o câncer de colo de útero e ultrassonografia dos genitais.

Também deve-se realizar exames de fezes, urina e sangue, como dissemos. O exame de urina na mulher é importante na investigação de infecção urinária, pois essa doença, relativamente comum nas gestantes, pode levar ao aborto. Já o exame de sangue vai detectar anemia e outras patologias que precisam ser tratadas antes que a mulher engravide. É muito importante pesquisar o grupo sanguíneo e o fator RH da mãe, para evitar a ocorrência da Doença Hemolítica do Recém Nascido, em que as células de defesa da mãe atacam as células do bebê, quando a mãe possui fator RH negativo e o filho fator RH positivo.
Na publicação do dia 16 de julho, nós falamos sobre a relação entre gestação e diabetes. Como dissemos, o diabetes pode ser muito perigoso para a mulher e para o feto. Assim, é fundamental medir as taxas de glicose ao planejar uma gravidez, para que, em caso de diabetes, a mulher inicie logo o tratamento.

Muito importante também é fazer uma pesquisa para DST’S e outras doenças que se não diagnosticadas e tratadas corretamente podem comprometer gravemente a gestação. São elas: sífilis, AIDS, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus e hepatites. Em pacientes de risco, faz-se o exame para tuberculose.

O ideal é que toda mulher em idade fértil tenha algumas vacinas em dia, a fim de prevenir essas doenças que complicam a gravidez. As vacinas recomendadas são: Tríplice Viral (caxumba, sarampo e rubéola), Hepatite B, Varicela (Catapora), Gripe (Influenza) e Tríplice Bacteriana (difteria, tétano e coqueluche).

A mulher deve estar cuidar também da alimentação. É imprescindível que a mulher que queira engravidar faça uso de suplemento vitamínico contendo ácido fólico, necessário para a formação do sistema nervoso do bebê. 
Tal estrutura começa a se formar nas primeiras semanas de gestação, época, em que a maioria das mulheres ainda não sabe que está grávida. Assim, se o organismo materno não tiver uma reserva de ácido fólico, o feto pode se desenvolver com problemas graves, comprometendo a formação do cérebro e da medula espinhal. Essa vitamina está presente também em vegetais verde-escuros, como brócolis, espinafre, aspargo, além de frutas cítricas, gema de ovo e fígado.
Lembre-se que os cuidados continuam durante a gestação. Realize o pré-natal e consulte sempre seu médico para qualquer dúvida!
Aproveite sua visita ao nosso site e comente seu atendimento médico em http://www.impaciente.org